O que fazemos‎ > ‎

Diagnóstico Organizacional

Definição
O Diagnóstico Organizacional consiste na primeira etapa de um processo de consultoria ou assistência técnica e visa proporcionar à organização as condições necessárias para o desenvolvimento e aprimoramento de modo que seu desempenho atinja níveis satisfatórios de eficiência e eficácia. "Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre."


Numa economia global e em constante mutação, perante um contexto de incerteza e interdependência da economia, a gestão empresarial tem que se municiar de instrumentos que lhe permita antecipar-se e preparar-se adequadamente para os desafios que as empresas se confrontam.

É este o quadro em que surge a prospectiva e a estratégia como elementos fundamentais para a conquista ou manutenção da competitividade empresarial.

As empresas devem realizar leituras prospectivas com vista a orientar as suas acções presentes à luz dos futuros possíveis, para melhor estarem preparadas. Esta situação e a necessidade de antecipação é tão mais premente nas sociedades modernas, devido aos efeitos conjugados de dois factores principais:
  • em primeiro lugar, a aceleração da mudança técnica, económica e social, a qual obriga ao estabelecimento de uma visão de longo prazo;
  • em segundo lugar, os factores de inércia ligados às estruturas e aos comportamentos exige que se inicie o quanto antes as mudanças adequadas, para que as empresas melhor se qualifiquem para o futuro.
A produtividade das empresas não garante a competitividade, a qual exige e engloba, naturalmente, um conjunto mais vasto de factores. É preciso uma forte aposta na qualidade e inovação, a qual decorre, do comportamento, da iniciativa e criatividade de cada empresa, e da qualidade das suas ligações com o Sistema Científico e Tecnológico.

Esta realidade reforça a tónica da competitividade e da excelência como estando intimamente ligados à capacitação dos recursos humanos e organizacionais.

Também, não deixa de ser verdade que, em todas as organizações, o recurso mais comum é o CAPITAL HUMANO, e que este, é o principal elemento diferenciador da competitividade.

Acredita que uma equipa, de profissionais competentes, é suficiente para criar essa diferença?

Está comprovado que uma empresa pode ter uma equipa de estrelas, de excelentes profissionais, mas se estes não estiverem comprometidos com a empresa, não vão conseguir criar, nem desenvolver, esse elemento diferenciador.


Então, como pode uma empresa gerir e desenvolver esse elemento diferenciador?


Foi para dar resposta a esta questão que, a equipa MpG, desenvolveu esta ferramenta de gestão que permite efetuar um DIAGNÓSTICO ao Capital Humano sobre toda a sua influência e envolvência organizacional, obtendo novos indicadores de gestão, com soluções de análise e de apoio às decisões de gestão.


Diagnóstico Organizacional

como” estamos

"como" estamos

 “onde” estamos




Subpáginas (2) "como" estamos "onde" estamos
Comments